14 de dez de 2017

Breuil-Cervinia, Italia

Este foi um daqueles passeios em que nada sai como o planejado, mas tudo se resume no fim com boa companhia e experiencias para contar. Saímos não tão cedo de casa, com carro alugado e um roteiro novo para explorar: as montanhas de Monte Bianco (ou MontBlanc) entre a França e a Itália. Chegando lá, a cidade estava tão congelada após uma noite de nevasca, que as ruas estavam interditadas e todas as estações de esqui estavam fora de funcionamento. Ansiosos ainda para explorar o gelo, redefinimos a rota e fomos em direção a Cervinia, para uma montanha já conhecida pelo nosso amigo Vagner. Lá chegando, pudemos ver pessoas esquiando, descendo os bondinhos em balanços abertos e muitas casinhas de waffles para nos deliciar. Porém, fuén fuén fuénnn!! Total fail novamente, pois às 16 horas eles fecham para evitar que as pessoas esquiem no escuro -que é mais perigoso- e já faltavam poucos minutos para as 16 horas, o que nos impediu de entrar e descer pelo menos uma vez a montanha!

Nós poderíamos considerar como uma viagem perdida, se não fosse a beleza das cidades sobre as montanhas. São casinhas quase cinematográficas de tão belas. Ruas estreitas, estradas perigosas, curvas acentuadas que me faziam girar as idéias e uma quantidade de neve impressionante.
Meus pés ficaram quase congelados mesmo com três meias e a bota! Realmente não sei ainda qual é o sapato ideal para este passeio, mas devo dizer que meus pés doíam tanto que nos primeiros minutos meu ouvido e garganta já começaram a dar sinal de que tinha algo errado.

Inconformados com a infelicidade dos nossos planos, procuramos um restaurante para matar a fome que tinha sido ignorada até então e basicamente nenhum restaurante atendia aquele horário - depois do almoço, só começam a cozinhar novamente as 19:30 e sendo 16:30, não conseguimos nem mesmo uma pizza. Comemos paninos em um bar local e voltamos para casa com uma intercala de neve e neblina na estrada para Milão. Nada como poder esquentar os pés no nosso cobertor após tanta neve. Mas quem sabe em breve voltemos com mais sorte e preparo para a montanha...





Nenhum comentário:

Postar um comentário