25 de jan de 2016

Paris - 10 pontos imperdíveis

Não foi minha primeira vez em Paris. Eu sinto que já havia visitado esse lugar muitas vezes, através de musicas, filmes, documentarios e também em sonhos. Mas foi a primeira vez que eu realmente estive frente a frente à torre eifel e sobre ela. Foi a primeira vez que toquei em uma construção milenar e a primeira vez que experimentei desviar o olhar de um ponto belíssimo para contemplar outro, pois é isso o que acontece quando voce se dispõe a andar pelas ruas de Paris: são tantos lugares belos, um após o outro, que você precisa de tempo, muito tempo para conseguir observar e "absorver" cada um.

Depois de um roteiro intenso e algumas frustrações gastronômicas (não sei se foi azar ou o fato de ter conhecido primeiro a Italia, mas achei tudo o que comi caro e não tão saboroso), eu descobri que Paris é realmente o lugar mais lindo que conheci até hoje e ainda que eu dedicasse 30 dias desta viagem à explorar essa cidade, tenho certeza de que não seria suficiente! Respirar arte e cultura é um dos meus maiores prazeres, por isso, se você também comparilha deste gosto e planeja este destino, aqui vai um ping pong de 10 coisas imperdíveis deste lugar incrível:


1. Torre Eifel

Vamos começar pelo monumento pago mais visitado do mundo e o ícone da França. A Torre Eifel é o edifício mais alto de Paris e obviamente se vê de muitos pontos da cidade. A visita a torre pode ser feita durante o dia ou à noite e de lá se tem uma visão de 360º de toda a capital. Contruída no século XIX, a torre de treliça de ferro está localizada no Champ de Mars.


2. Museu do Louvre


Não é preciso ter lido ou assistido "O Código Da Vinci" para sentir vontade de conhecer o Museu do Louvre. Um dos maiores e mais famosos museus do mundo, localizado entre o rio Sena e a Rue de Rival dos Champs-Élysées e abriga oito mil anos da cultura e da civilização tanto do Oriente quanto do Ocidente. 

É onde se encontra a Mona Lisa, a Vénus de Milo, enormes coleções de artefatos do Egito antigo, da civilização greco-romana, artes decorativas e numerosas obras-primas dos grandes artistas da Europa como Ticiano, Rembrandt, Michelangelo, Goya e Rubens. Para quem é admirador de arte, eu indico que dedique um dia inteiro à essa visita!!



3. Catedral de Notre-Dame


A Catedral de Notre-Dame de Paris é uma das mais antigas catedrais francesas em estilo gótico. Iniciada sua construção no ano de 1163, é dedicada a Maria, Mãe de Jesus Cristo (daí o nome, que significa Nossa Senhora) e situa-se na praça Paris, rodeada pelas águas do Rio Sena.  

Estudei sobre esta catedral durante a faculdade de arquitetura e muito antes, ja conhecia sua fama por conta da historia do corcunda. Alias, fiz um post falando sobre isso aqui!
A maior beleza do lugar é sem duvida, pensar que foi construido ha quase mil anos. A entrada na catedral é gratuita. Paga-se apenas para entrar no museu. 



4. Palácio de Versailles


O Palácio de Versalhes (em francês: Château de Versailles) é um castelo real localizado na cidade de Versalhes, atualmente um subúrbio de Paris. A Corte de Versalhes foi o centro do poder do Antigo Regime na França. O lugar abrigou a famosa Rainha da França Maria Antonieta, casada com o rei Luis XVI. Na visita (paga) pode-se connhecer diversos comodos, como o quarto do rei e os saloes de bailes. é um dos lugares a se visitar com disponibilidade de muitas horas, pois apenas o deslocar de um ponto ao outro do palacio pode durar 40 minutos.


5. Arco do Triunfo


 O Arco do Triunfo é um monumento, localizado em uma praça central à qual dao de encontro algumas rua, construído em comemoração às vitórias militares do Napoleão Bonaparte, o qual ordenou a sua construção em 1806. Inaugurado em 1836, a monumental obra detém, gravados, os nomes de 128 batalhas e 558 generais. O monumento  concebido por Jean Chalgrino localiza-se na praça Charles de Gaulle. Pode-se subir ao seu topo, com acesso pela base subterranea. 


 6. Moulin Rouge


 Moulin Rouge, que em português significa Moinho Vermelho é um cabaré tradicional, construído no ano de 1889 por Josep Oller. O Moulin Rouge é um símbolo emblemático da noite parisiense, e tem uma rica história ligada à boémia da cidade.   O Moulin Rouge continua a oferecer na actualidade uma grande variedade de espectáculos para todos aqueles que querem evocar o ambiente boémio da Belle Époque e que ainda está presente no interior da sala de espectáculos. É famoso tambem pelo filme que leva seu nome, um romance protagonizado por Nicole Kidman e E wan McGregor.

Na rua ao lado do cabaré, ha uma loja de artigos e souvenirs com o tema do Moulin Rouge, Tem preços bons e muitas coisinhas legais para presentear!

 

7.  Panthéon


Panteão de Paris é um monumento em estilo neoclássico situado no monte de Santa Genoveva. À sua volta dispõem-se alguns edifícios de importância, como a igreja de Saint-Étienne-du-Mont, a Biblioteca de Santa Genoveva, a Universidade de Paris 1 (Panthéon-Sorbonne) , a prefeitura do 5º arrondissement e o Liceu Henrique IV

Para os amantes de arquitetura, é maravilhoso visitar o lugar, que tem 110 metros de comprimento e 84 metros de largura. A fachada principal decorada com um pórtico de colunas de estilo coríntio que apoiam um frontão triangular da autoria David d'Angers. O edifício, em forma de cruz grega, é coroado por uma cúpula de 83 metros de altura, com um lanternim no topo. O seu interior está decorado por pinturas académicas de Puvis de ChavannesGros e Cabanel, entre outros.



8. Basílica de Sacré Cœur


basílica do Sagrado Coração é um templo da Igreja Católica Romana em Paris. A basílica está localizada no topo do monte Martre, o ponto mais alto da cidade. A basílica do Sagrado Coração foi construída com mármore travertino extraído da região de Seine-et-Marne, o que lhe proporciona uma tonalidade branca.
Um dos monumentos mais visitados da França, a basílica tem o formato de cruz grega adornada por quatro cúpulas, incluindo a cúpula central de oitenta metros de altura. A arquitetura da basílica é inspirada na arquitetura romana e bizantina e influenciou outros edifícios religiosos do século XX.


9. Musee dorsay


Conheci o Museu de Orsay por acaso. Estava procurando o Louvre e de repende, me deparei com o prédio que apresentava uma enorme fila e curiosas estatuas a frente. Decidi entrar sem antes saber do que se tratava e de repente, estava eu dentro do lugar com o qual tanto sonhei: milhares de obras de arte e exposiçoes acontecendo ao mesmo tempo. Um espaço destinado somente ao impressionismo (que eu amo) e muitas salas de arte decorativa.

Situa-se na margem esquerda do rio Sena. As colecções do museu apresentam principalmente pinturas e esculturas da arte ocidental do período compreendido entre 1848 e 1914.Entre outras, estão aí presentes obras de Van GoghDegas, Renoir, Monet e Rodin. Existem também exposições temporárias que ocorrem paralelamente à exposição permanente.

Abaixo, os quadros na sequencia: 
1. O baile no moulin de la galette (Le bal du moulin de la galette), Renoir.
 2. Fritillaires, Coroa Imperial em um vaso de cobre (Fritillaires, couronne impériale dans un vase de cuivre) Van Gogh
3. A origem do mundo (L'Origine du monde), Gustave Courbet .



10. Pont des Arts 


Saindo do Museu d'Orsay, passei por uma ponte pedonal que atravessa o rio Sena, em direção ao Palais du Louvre. A surpresa foi conhecer a Pont des Arts, a famosa ponte dos apaixonados, que deixam lá cadeados com suas iniciais inscritas para "eternizar" seu amor. Em 2015 a ponte estava tão pesada (com mais de um milhão de cadeados) que precisou ser fechada. Agora, mais leve e não menos romântica, já tem espaço para novos amores!


Espero que tenham gostado das dicas e que se divirtam tanto quanto eu nesta cidade encantadora. Mil beijos e até a proxima! :*

8 comentários:

  1. Wonderful blog! I love and i follow your blog, please follow me too
    http://alamodenatine.blogspot.com/

    ResponderExcluir