7 de abr de 2016

Aniversário!


"És pequenina e ris... A boca breve
É um pequeno idílio cor-de-rosa...
Haste de lírio frágil e mimosa!
Cofre de beijos feito sonho e neve...

Doce quimera que a nossa alma deve
Ao Céu que assim te fez tão graciosa!
Que nesta vida amarga e tormentosa
Te fez nascer como um perfume leve!

O ver o teu olhar faz bem à gente...
E cheira e sabe, a nossa boca, a flores
Quando o teu nome diz, suavemente..."

Mãe,

Aprendi a escrever para te fazer cartas. Desenvolvi técnicas de desenho para te criar uma flor, eu mesma. Hoje, se me falam que tenho dom para moda, sei que a senhora foi a inspiração. Se aprendi a usar salto alto, foi porque te vi andar com sandálias altíssimas até dentro de casa, para não deixar a elegância, que também te é inata. E se me perguntam de onde veio a minha timidez e a pele bonita... Eu preciso dizer: minha mãe me deixou herdar um pouco disso também!

Uma menina não é menos do que o reflexo da mãe que tem e eu sei que minha vida embaixo da sua saia foi assim por escolha própria. Desde sempre te acompanhei, crescendo com a idéia de nunca casar para não largar meu amor eterno: minha pequenina, mãe-pai, mulher maravilha.
A vida passa correndo mas o que não passa e inclusive só aumenta é a nossa amizade e admiração uma pela outra. Minha mãe é, acima de tudo, minha melhor amiga e a aquilo que eu gostaria de ser pra um filho um dia.

Determinação, dedicação, simpatia e humildade são as palavras que eu usaria para definir a senhora. Mas a palavra AMOR explica de forma mais óbvia o que a senhora faz, é e representa na vida de qualquer pessoa de seu convívio e até aquelas que acaba de conhecer. Quero ser assim quando crescer!

Desejo toda felicidade do mundo para a senhora, que é quem mais amo e admiro no planeta. Que eu possa ser sempre a sua companheira e aprendiz desse seu jeito docinho que cativa e inspira.
Amo-te muito, Mãe! ❤ Feliz dia 7. Feliz aniversário! Muita saúde, paz e mais amor! sua Clarinha

Nenhum comentário:

Postar um comentário