10 de nov de 2011

Tamanho Plus - E daí?


Ninguém vai negar que um corpo com curvas sinuosas é mais atraente do que um corpinho murcho que desponde ossos e falte muito por dentre as peças de roupa. No Brasil, pelo menos, temos pesquisas que provam que os homens preferem as mulheres 'gostosas' -como eles mesmo denominam, do que as magrinhas. Graças a isso, nós brasileiras, temos um pé a frente das mulheres do resto do mundo, que querendo ou não, precisam manter um padrão magérrimo quase infantil se quiserem estar na moda e se sentirem atraentes. Mas será que vale a pena?

fluvia_lacerda_vogue_plus_size_moda

A pedido de uma leitora/amiga, resolvi falar um pouco sobre moda Plus, e não apenas indicar modelos favoráveis ao biotipo, na tentativa de expor minha opnião sobre o assunto, que é senão absolutamente sério, no mínimo bastante interessante.

pubbli-miroglio-d2-vi06-co-404247_0x440 copy

Bem, o termo Plus Sise é americado e denomina as garotas que usam GG e por isso estão acima do peso e forma física ideal para o mercado de moda tradicional. O espaço dessas garotas na mídia tem sido conquistado gradualmente -ainda que ao meu ver de forma tímida- graças principalmente a democratização no mundo fashion que surgiu após o aumento gritante das redes sociais.

Algumas blogueiras de moda Plus, inclusive, ascenderam por conta do grande número de leitoras que buscavam esse ponto em comum. Coincidindo com essas iniciativas, como a de Stéphanie, dona do blog Big Beauty e Sakina do blog Saks in the City (fotos abaixo), começaram a surgir também os editoriais e o espaço para modelos Plus Size. Voillà! O mundo e a globalização permitem essa intercomunicação que é favorável a própria identidade e aceitação própria das garotas!

5818005597_12f09102e7_b

O primeiro editorial que vi sobre garotas Plus, foi o polêmico editorial da Revista V Magazine (Janeiro 2010), “One Size Fits All”, que mostrava duas modelos (uma magra e uma 'gordinha') usando a mesma roupa, e o mais incrível era que a modelo Plus era mais sexy, mais expressiva e ficava bem melhor dentro da roupa (concordam comigo??).


No entanto, parece que nem todo mundo está de acordo com a novidade. Em qualquer parte do mundo, não param de crescer as matrículas em academias e os casos de emagrecimento não saudável continuam crescendo em generosa escala. O que prova que maior parte das pessoas não está satisfeita e é sem duvidas afetada pela padronização do corpo imposta pelas mídias.

O primeiro editorial de moda “plus size” da história da edição australiana da “Vogue”, por exemplo, desagradou os leitores da revista, segundo informações de sites de sites especializados em moda como o Styleite.com. A revista de agosto de 2011 trazia um ensaio de moda com a modelo Robyn Lawley, que em junho foi capa da “Vogue” italiana. (Vejam as fotos abaixo - Dá pra entender? Acho a modelo extremamente linda e sem dúvidas, ela é elegantérrima!)

katia-rabelo-1 copy

Em junho desse ano, a Vogue Italiana publicou o editorial Plus mais sensual do mundo: a revista escolheu modelos plus size para as fotos de capa e editoriais de moda. Tara Lynn, Candice Huffine, and Robyn Lawley foram as tops fotografadas por Steven Meisel. Na capa, elas aparecem rodeadas por pratos de comida e vestem apenas lingerie.

vi01106d0106-010704meisel-sinistra-2695266_0x745 copy

“Fizemos isso para atrair a atenção das pessoas para o fato que não existe apenas um tipo de beleza, mas que toda mulher pode ser bonita, especialmente as curvilíneas podem ser bonitas e muito felizes. Aliás, isso é realmente algo muito importante – ser feliz com seu corpo. Nenhuma delas quer entrar numa dieta de jeito nenhum", disse Franca Sozzani, editora da revista em entrevista ao The New York Times.

vi01106d0104-010503meisel-1351679_0x745

Com efeito, esse editorial foi um sucesso e conseguiu alcançar o ápice do bom gosto. E digo isso porque estamos acostumados a ver adolescentes, com no máximo 18 anos nas passarelas e editoriais de moda. Como disse a própria editora da sessão acima, "essas garotas ainda não estão aptas a usar os seus corpos nem seus corpos ainda estão formados". Talvez por serem o objeto dos estilistas para desfilar as roupas, as garotas acabam se tornando modelos incorporados pelas espectadoras que, ávidas por seguir a risco as ideais da passarela , acabam esquecendo que o produto é que deve ser comprado e não a moça que deve ser copiada.

021 copy

Ao meu ver, tudo isso diz respeito a interpretação de mundo que as pessoas fazem, tem a ver com o auto-conhecimento escasso das consumidoras, que querem a qualquer custo, uma auto-afirmação que não é real, mas imaginária. E gostando ou não, eu tenho que concordar que maior parte de nós, somos escravas de uma interpretação equivicada do que é moda e tendência. Mas não posso deixar de dizer que sou utópica no desejo de uma sociedade mais reflexiva pelo menos no que diz respeito a valor próprio e auto-conhecimento, pois: Garotas!! notem que somos todas diferentes em alguma (ou muitas) coisas, e são as diferenças e características pessoais que nos tornam ÚNICAS! Pensem nisso e no quanto vale um dia sem comer! ;*

Para as interessadas em moda Plus Size, visitem os indicados: Evans, Saks in the City e Big Beauty.


7 comentários:

  1. Adorei seu post de hoje!! REalmente devemos abrir nossos olhos e nossas mentes pois devemos estar atentas a saude e felicidade. Todas temos nossas particularidades e somos belas! Bjsss

    ResponderExcluir
  2. Acho que não vale a pena tentar emagrecer tanto. Mulheres com curvas se sentem mais bonitas, e eu acho mais importante ter saude do que corpo magrerrimo..
    http://fashionistasbr.com/

    ResponderExcluir
  3. Ótima reflexão!
    Aceitação em primeiro lugar!
    E as fotos são de muito bom gosto

    ResponderExcluir
  4. Clara, amei o post, acho q se gostar acima de qualquer moda e realmente é difícil qdo vc tem uma mídia bombardeante, principalmente qdo se é jovem.
    bjsss

    ResponderExcluir
  5. Thanks for your comment :)

    great post!!

    http://fashion-gourmet.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. very well put. i agree with you on the side by side: the "plus" size model does wear the clothes better. we need to embrace all sizes when it comes to fashion and beauty!

    ResponderExcluir
  7. Diga lá se gordinhas não são lindas? Todos somos lindos, e todos nós podemos ficar lindos, basta que estejamos bem com nosso corpo. E acho que a gente tem que aprender a se aceitar, também, né? Afinal, se todo mundo fosse igual a gente era biscoito :)

    ResponderExcluir