30 de jun de 2011

Dica de Música | O lema de paz...

Laranja

"O homem ao fim de algum viver, livre e corrigido de muitos erros deverá chegar ao seguinte lema de paz:
-Amai-me pelo meu formato e pelo meu silêncio. Eu sou isto. O resto eu faço"

[Hoje eu resolvi postar apenas uma frase de Antônio Maria, cronista carioca do século passado, amigo - e muito amigo - de Vinícios de Moraes.
Sua produção não chegou a ser tão conhecida como a do amigo Vinícius, tampouco ele viveu loucamente os amores que o amigo ousou e despertou. Ele era boêmio, um pouco triste, gordo e irônico. Inteligente e as vezes um pouco melancólico, Antônio Maria morreu como ele mesmo havia anunciado: num bar!

Clique aqui e ouça o CD "A Noite é uma criança - um musical de bolso do Núcleo Informal de Teatro do Rio de Janeiro em homenagem ao "Meu Maria" como ele era carinhosamente apelidado por Vinícius de Moraes - e continua eternizado, pelo menos entre eu e meus amigos. As letras são ótimas, também contam um pouco da biografia do artista que plagiava a si mesmo e debochava de sua própria pieguice. -Espero que gostem de música brasileira de boa qualidade!]

29 de jun de 2011

cute nephew...

Essas fotos são de um dia em que eu e meu sobrinho brincávamos de "cientistas" (ele diz que essa é a pose que se faz para pensar -aprendam! hahaha).

Lipitcho - “Hmm... espera Clarinha, estou pensando.”

Eu me sinto realmente honrada em poder acompanhar o crescimento do Lipe, que é |ainda| o meu sobrinho único e me dá sempre os sorrisos mais sinceros de amor, felicidade e surpresa. Nunca imaginei que seria uma tia tão bobona, mas a gente cresce muito quando tem crianças por perto. Aprendi e aprendo a cada dia com essa criatura de apenas 3 aninhos e uma cabecinha super criativa e personalidade forte.

Ana Clara Campelo


E mesmo sem tempo pra postar nos ultimos dias, não resisti a escrever um pouquinho quando vi essas fotos... Enfim, em breve volto para postar algo mais e finalizo o sorteio! ;*

24 de jun de 2011

Óculos Tartaruga...

Tenho feito algumas aquisições pela internet. Este óculos foi o ultimo que chegou, das três caixas que recebi pelo correio este mês. Para estrear o acessório, optei por uma camisa masculina (do meu pai), um short esportivo (daqueles de ir pra academia mesmo) e salto fino com meia. Assim, descontrai o formalismo da parte superior mas sem despojar total usando uma Clutch bag vintage de couro.

DSC_84f


As fotos abaixo são de peças que me apaixonei a primeira vista na loja Iris Tavares...
Mas acho que a bota ainda não é meu número! (R$ 799,90 uhuhu) ;x



Esse vestido com estampa de bocas me lembrou a tendência super divertida que se destacou nos desfiles de Reinaldo Lourenço e Neon em Janeiro, na SPFW. Fofura!!



Tenham um bom dia, um ótimo fim de semana, feliz dia de São João e
Continuem na torcida para ganhar o livro Style Yourself #chamasamiga! :P


22 de jun de 2011

Style Yourself Book Giveway - Concorra!

Bom dia, Trashions! Lembro que falei a vocês sobre um sorteio, e eis aqui o prometido: Eu fui citada no livro Style Yourself, publicado pela editora SIMON & SCHUSTER USA e eu resolvi sortear um exemplar para os meus leitores.

O livro apresenta os melhores blogueiros de moda do mundo e muitas dicas para seu guarda-roupas. A Livraria Freebook disponibiliza a compra online, mas, se você quiser concorrer a um exemplar, participe do sorteio aqui no blog fazendo o seguinte:

  1. Siga o blog ZebraTrash publicamente pelo blogger, google ou twitter.
  2. Deixe-me saber que você está participando: Comente esse post para dizer que está concorrendo ou compartilhe pelo facebook e informe seu e-mail .

SY_00_Cover

I was featured in Style Yourself Book and now I have two copies. Anyways I do not need two books so I am going to is it's a giveaway! It's is a fabulous book. I decided to make a giveaway, which includes people from around the world, so you can compete by doing the following.

To win you must do the following.

  1. Be a follower of this blog through Blogger, Google or Twitter
  2. Comment this post to say you would like to enter along with your email or blog address and how you are following my blog.


Boa Sorte! =)

21 de jun de 2011

20 de jun de 2011

Um homem ousado?! Yes, Please...

Quem não acha que ficaria bem servida com um homem que não vai mais naquela modinha feijão-com-arroz e ousa um acessório ou outro, sem medo das piadinhas -daquelas- mais ultrapassadas do que o preto com branco e cinza na paleta masculina?

Pois é... Parece que os homens estão, pouco a pouco, descobrindo que roupa não é somente algo para se cobrir e que ela pode traduzir com muita eficiência sua identidade. Que o diga disse João Pimenta, um estilista brasileiro atualíssimo que já desfilou até saia plissada para os mens e esgotou as vendas no inverno passado; Herchcovitch então, com sua ultima coleção, cheia de cores vivas (contrastando com neutras) e com chapéus que faziam o lúdico...

Bem, foi mais ou menos sobre isso que eu falei em consultoria para o Geração Gazeta que vai passar essa noite no Acre -e em parte do estado de Amazonas e da Bolívia. Moda Masculina, SPFW, o “arriscar” e abusar da identidade, ser Trashion, enfim...

192944_980192689_980STREETFSN192711_980STREETFSNSTREETFSN192708_980STREETFSN192693_980192572_980192702_980

Essa noite, não percam o Geração Gazeta! ;))



Bloom Chair...

Para quem tambem amou o editorial In Bloom de Viviane Sassen para Dazed & Confused, que tal acomodar em uma poltrona de petalas de microfibra costurada à mão pelo designer Kenneth Cobonpue? Eu, pelo menos, estou morrendo de vontade de sentir a textura dessa flor perene, que parece confortavel e delicada. Um verdadeiro ornamento de interiores!

In Bloom...

Quando eu vi o editorial de Viviane Sassen para Dazed & Confused, fiquei encantada com a festa de padrões, texturas e movimentos graciosos de Lisanne de Jong, cujas poses de bailarina expiram vida, com pouca suavidade, mas muita atitude. O plano de fundo usado também influenciou na beleza das p[aginas: campos lindos de tulipas que ajudam as rajadas de estilo do inicio ao fim.

lisanne-de-jong1

dazed1

lisanne-de-jong3

dazed3

lisanne-de-jong7


dazed4

Dazed & Confused - Edição de julho.

17 de jun de 2011

  Pela Liberdade de Expressão e Direitos Humanos

.

Tenho hesitado em publicar um texto. Tenho escrito algumas vezes, mas a frustração que me toma ao meio do desenvolvimento é tão maior que minha esperança sobre as coisas, que acabo abandonando a idéia de publicar alguma opinião. Eis que hoje me surgiu, como uma necessidade vital, a vontade de escrever baseada em uma idéia muito interessante que tem sido difundida pela internet na divulgação de uma marcha em favor de causas sociais de liberdade de expressão e direitos humanos, que conjuga em um movimento, diversos motivos para os cidadãos acreanos marcharem juntos, como em um protesto que prova sua consciência identitária, da memória, das diversidades, da biodiversidade.

Na verdade, o debate da pós-modernidade e do multiculturalismo do fim do século XIX tem sido um dos meus objetos de estudos autodiáticos, na busca por um quer que seja que me consiga estabilizar a sensação de que os direitos estão para todos, sejam para as classes marginalizadas –negros, mulheres, índios, homossexuais- ou não. Logicamente, sempre será problemático abordar temas tão complexos, quando um país tão miscigenado ainda busca modelos europeus como se sua independência fosse um papel em branco e suas mentes fossem assim repletas de vaguetudes de aceitação ao diferente.

Mas o que é o diferente, o diverso, o estranho, o excêntrico? Qualquer desses termos acaba por traduzir algo em nós, que não seremos nunca lineares, simétricos, idênticos, “perfeitos” segundo os padrões da sociedade ou mesmo “normais”. Somos todos de alguma forma híbridos, somos todos mutáveis, cheios de complexos, cheios de distinções, cheios de coisas inatas nos seres humanos e que querendo ou não, sempre foram alvos de injúrias, repressão, aviltamento, espoliações... E falo aqui de momentos históricos, como a morte de mulheres, o genocídio sobre os índios, a escravidão de negros, os preconceitos com os homossexuais e as classes supracitadas.
Eu falo de identidades, personalidades, vidas reais que sofrem por uma memória esfacelada, uma memória fraturada, cheia de desfalques, de traumas.

Na verdade, as Identidades, sejam de um povo ou de um indivíduo único, sempre serão mutáveis. Toda a nossa identidade é forjada pela escola, pela formação religiosa e pela política vigente. Mas eu vou além ao pensar a identidade cultural do país de mais diversa formação histórica: o Brasil.
O que devemos achar de essencial para a nossa identidade se todos somos tão distintos, em especial de uma a outra região do país? Ora, carregamos a mesma língua –e o que será uma língua senão aquilo que une seu povo em uma só identidade?-, histórias diversas, mas com relações inegáveis quando se tratando de uma luta pela pátria amada e afinal, espalhados por todo esse extenso território verde e amarelo, somos brasileiros, filhos e netos de indivíduos híbridos, que querendo ou não, tiveram algum resquício no sangue, de um povo já esquecido: os primeiros moradores desse chão, que hoje quer negar as origens e se debruça em incansáveis imitações internacionais –com sua sensação aparentemente interminável de povo colonizado que deve algo a sabe-se lá quem...

Na minha condição de jovem e mulher que idealiza um mundo sem preconceitos, eu me encontro em litígio sobre um país que se mostra, sobretudo, despreocupado com a educação de seu povo e como é já sabido, alcança índices de alfabetização por meios que facilitam a formação de indivíduos não aptos ao título da escolarização. São números apenas. Números que significam uma massificação da educação de má qualidade. E sobre isso também, como não protestar?

Estou prestes a me formar em letras vernáculas, curso lindo, que me tem expandido o conhecimento de forma indizível, mas que infelizmente desde já me tem aberto os olhos para os problemas imensuráveis sobre os quais me irei deparar se realmente quiser atuar no campo da docência. Salários injustos, trabalho árduo, violência dentro das escolas, dentre outros aspectos ainda mais complexos que nem sequer preciso falar, pois assim não findaria o meu texto.

Então, para não muito estender, porque mesmo marchar e para onde?
Se a Utopia para Thomas Morus (o criador dessa palavra), era uma civilização ideal, um país imaginário em que tudo estaria organizado de uma forma superior; e se para muitos historiadores a Utopia criada por ele, muitos séculos atrás, é hoje reconhecida como a descrição do Brasil na idade média; façamos do que chama o dicionário de “fantasia” ou “plano que parece irrealizável”, o nosso pressuposto básico na busca de uma expressão em conjunto para um país melhor, mais livre, mais democrático.

Eu marcho pela qualidade da educação, grito pelas florestas, pelos índios, pelas mulheres, pelos negros, pelos homossexuais, artistas de rua, pela ARTE! Pelo reconhecimento de um país cheio de diversidades! Pela identidade desse país, pela melhoria de salários, pela valorização dos profissionais docentes, que tanto teriam a ajudar dentro desse projeto de conscientização cultural, sexual e ambiental; eu marcho pela liberdade de poder usar a roupa que eu quiser sem ser julgada, eu marcho pela sociedade menos preconceituosa com as pessoas obesas, eu marcho pela VIDA!

love is love


Se voce mora em Rio Branco, a Marcha da Liberdade de Expressão e Direitos Humanos acontecera' amanhã- sábado, dia 18 de junho de 2011- na Rua Rio Grande do Sul - ponto de concentração na frente do Sebrae, com saída às 9 horas em ponto.

Saiba mais sobre a Marcha da Liberdade em Rio Branco no blog:
http://www.marchadaliberdadeac.blogspot.com/

Saiba mais sobre a Marcha da Liberdade no Brasil no site:
http://www.marchadaliberdade.org/

Seja Livre!
Marche!

16 de jun de 2011

Arte Clássica e Sapatos Loubortin 2011...

Não pela primeira vez, mas eu diria que em sua maior contribuição, o famoso fotógrafo Peter Lippmann em parceria com Christian Louboutin, criou sua coleção Inverno 2011, uma campanha inspirada em obras de arte clássicas e renascentistas. Desta vez, mais do que nunca, usou de sua criatividade e intuição para compor cenários super femininos inspirados em peças de arte icônicas. Achei interessante ver que os sapatos e acessórios de Loubortin coadunam com o caráter da pintura e com as mulheres retratadas, fazendo propositalmente com que a ‘propaganda’ seja suave, e as peças não sejam o centro das atenções, mas o detalhe que diferencia aquilo de uma foto de releitura de arte.


Jean-Marc Nattier - Marquise D'Antin
Jean-Marc Nattier - Marquise D'Antin

Marie-Guilleme Benoit - Portrait d’une Negresse
Marie-Guilleme Benoit - Retrato de uma Negra

Francois Clouet - Elizabeth of Austria
Francois Clouet - Elizabeth of Austria


Além da intenção bem sucedida de Peter de captar a iluminação de interior presente nos quadros, há também o aspecto surreal de ver um sapato Louboutin em um contexto do século XVI, como no retrato renascentista de Elisabeth of Austria (acima), rainha da França, pintado por Francois Clouet ou no colo de mãe de Whistler (abaixo), onde é muito interessante ver que as tradições mais simbólicas ou itens alegóricos, como uma cruz, um terço de orações ou uma caveira, foram substituídos pelos famosos e únicos sapatos de solados vermelhos – eis que atualmente as legiões de mulheres não adoram mais os santos ou ícones religiosos, mas poem no altar os acessórios, as peças de roupas, os aparelhos tecnológicos...


James McNeil Whistler -  Whistler's Mother
James McNeill Whistler - Whistler's Mother

The Penitent Magdalen, 1638-43, by Georges de la TourGeorges de la Tour - Magdalene and the Flame
The Penitent Magdalene (1638-43) by Georges de la Tour.

Francisco De Zurbaran - Saint Dorothy
Francisco De Zurbaran - Saint Dorothy


A reencenação de obras de arte famosas em um contexto editorial de moda não é nada de novo, claro, mas há uma certa exuberância distinta que Lippmann traz para os retratos que é baseanda em seu imenso talento para a temática de fotografia por ele intitulado de "a vida continua", ou seja, é realmente uma releitura com integração de itens contemporâneos e super modernos em contextos passados.

(...Nem preciso dizer que adorei! :P)

14 de jun de 2011

Football stadium and Trashion mix...

Bom dia, Trashions! =) Acabei de chegar da TV Acre, onde dei uma pequena entrevista sobre o Bar.Zar. Na verdade o grupo esta' parado por um tempo, mas a ideia era falar de como os jovens conterraneos usam a criatividade para custear a faculdade e tirar uma grana extra... Enfim, Essa sessão de fotos foi feita na Arena da Floresta, depois de um almoço de domingo no restaurante.

1333478_himys_OliviaLo0241 copy

casaron copy


Arena da Floresta (3)


133347


casa


Arena da Floresta (17)


campo



MASHN


Calça Zara, Camisa Formigao, Oculos Chilli Beans, Sandalia Triton.


...a arte limitar-se-ia ao infinito,
limita-se destarte, ao amor.
mas o amor, tolo em suma, freme!



13 de jun de 2011

      E a Mistura de Estampas Resiste...

Parece que as estampas de animais não vão embora tão cedo...
E todas adoramos, não é?! huhuhu

Zoo-Aline-Zanella-by-Fabio-Bartlelt-for-Criativa-Magazine-May-2011-4
5825488305_616278a6b7_o
Zoo-Aline-Zanella-by-Fabio-Bartlelt-for-Criativa-Magazine-May-2011-7
5825451931_13b2e57eb0_o
Zoo-Aline-Zanella-by-Fabio-Bartlelt-for-Criativa-Magazine-May-2011-8
5826046158_4ddf99363b_o

Mais Fotos aqui.