12 de nov de 2009

"Ao construir uma casa ou decorar um cômodo, as pessoas querem mostrar quem são, lembrar de si próprias e ter sempre em mente como poderiam idealmente ser. O lar, portanto, não é um refúgio apenas físico, mas também psicológico, o guardião da identidade de seus habitantes."

Eu adoro casas que contam histórias. Paredes cheias de referências, como essa. Comecei a ler o livro A arquitetura da felicidade ano passado, quando foi solicitada a leitura por um professor muito querido, Marcio Damião, de humanidades. Sobre o autor da frase sobreposta no livro, Laély resolveu fazer uma promoção em seu blog.
Eu ainda não terminei de ler o meu, mas estou gostando bastante. (Tem uns trechos aqui.)
Eu indico! ;P